Reorganizar as Contas de Casa

7 passos para reorganizar as contas de casa

Organizar as contas de casa não é tão complicado assim. Com pequenos (mas importantes) passos, você poderá atingir o equilíbrio financeiro e viver uma vida com mais qualidade e tranquilidade.

Selecionei abaixo 7 passos para você reorganizar as contas de casa e dar adeus às preocupações. Veja:

Conheça sua renda e suas despesas

O primeiro e mais importante passo é conhecer tudo aquilo que põe e tira dinheiro do seu bolso. Só a partir daí, a avaliação de fluxo de caixa (receitas – despesas) poderá ser feita. Se a saída é maior do que a entrada, você terá duas opções: aumentar a sua renda ou economizar nos gastos.

Aumentar a renda nem sempre é possível, portanto, o jeito é apertar o cinto e cortar qualquer gasto supérfluo. Para auxiliar nesta tarefa, utilize a Planilha de Orçamento Pessoal que desenvolvi especialmente para estas situações. Com ela, você terá uma visão ampla da sua saúde financeira e poderá reorganizar as contas de casa.

Planeje todas as compras

Quer economizar? Comece pelo mais fácil: nada de levar crianças ao mercado! Isso mesmo! As crianças são as que mais influenciam as compras por impulso, pois sempre estão interessadas por novidades.

Mas isso não é tudo. É fundamental você fazer uma lista de tudo o que irá comprar, avaliando a real necessidade de cada item, e, o mais importante, manter-se focado na lista, não se permitindo desviar do objetivo. Assim fica bem mais fácil colocar as contas de casa em ordem.

Ensine às crianças a economizar

Se você não tem filhos, continue lendo este tópico, para que, no futuro, já ponha em prática estas dicas.

É importante conversar com as crianças desde cedo sobre o papel do dinheiro na vida familiar. Estima-se que, a partir dos 7 anos, já seja possível conversar com uma criança e ela entender o objetivo e, inclusive, avaliar gastos. Mostre a importância da economia de luz, televisão e videogame ao sair do quarto, que é fundamental nesta faixa etária. Ela precisa entender que todas essas coisas têm um custo.

As crianças têm papel fundamental nas contas de casa e devem ser sempre consideradas na hora de traçar uma estratégia de reorganização financeira.

Não abuse do crédito “fácil”

Cheque especial não tem nada de especial, exceto o nome. Na verdade, é um dos maiores erros que você pode cometer.

É linda a história do Flávio Augusto, que fundou o curso de inglês WiseUp utilizando o cheque especial de R$ 20 mil. Mas essa história só deve ser utilizada como inspiração de luta, não de exemplo de estratégia.

O cheque especial só deve ser utilizado em ÚLTIMO CASO, aqueles de emergência máxima. Mas até para esses casos, ele não é o mais recomendado, pois você deve, desde já, ter uma reserva mínima de emergência. O mesmo vale para o pagamento mínimo da fatura do cartão de crédito. Por favor, jamais cometa esse suicídio financeiro. Isso poderá arruinar a saúde das contas de casa.

Há várias opções para se obter dinheiro emergencial, sem pagar muitos juros por isso. Esqueça o cheque especial e o crédito rotativo do cartão. Se possível, cancele hoje mesmo esse convite à sandice.

Pesquise pelos melhores preços

Antigamente, para comprar alguma coisa, você ia até a loja, escolhia o produto, perguntava o preço e, se você fosse um pouquinho cara-de-pau, pechinchava até conseguir um desconto.

Hoje ficou bem mais fácil pechinchar e manter as contas de casa em ordem. Com a internet facilitando a vida, acabou a desculpa para justificar a compra daquela TV ou geladeira na primeira loja que encontrou pela frente.

A variação de preços entre as lojas pode, em várias situações, passar dos 100%. Por isso, é importante que você pesquise no Google ou em portais de comparação de preços, como o Buscapé, antes de tomar qualquer decisão de puxar o seu cartão de crédito e acabar prejudicando as contas de casa.

No Google, basta você digitar “comprar tv 42 polegadas” que logo irão aparecer diversas ofertas, logo no início dos resultados de busca (no Google Shopping).

Clique no link para ver todas as ofertas e escolha a que melhor lhe atender. Lembrando que é importante também você pesquisar a reputação da loja em que está efetuando a compra, para evitar aborrecimentos mais tarde. Verifique em sites como o ReclameAqui sobre reclamações da empresa de e-commerce.

Otimize os pacotes de planos e serviços

Plano de celular, pacote de TV por assinatura, telefone fixo, plano de internet, assinatura de periódicos… são tantos serviços que fica até complicado acompanhar tudo e saber se você não está pagando mais do que deveria e prejudicando as contas de casa.

O primeiro passo é fazer uma lista com todas as despesas deste tipo e começar a ligar para as operadoras, negociando preços e tentando, inclusive, obter pacotes maiores. Sim! Com o passar do tempo, os planos oferecidos vão recebendo upgrades e até descontos, mas você continua lá, com o plano antigo, com menos recursos e mais caros.

Então, chegou a hora de sentar no sofá, pegar o telefone e ligar para cada uma delas. E não aceite ser enrolado pelos atendentes. Lembre-se: você é o dono das regras! “My money, my rules!” (“Meu dinheiro, minhas regras!”). Escolha o plano que atenda melhor às suas necessidades e recuse qualquer outro, por mais vantajoso que possa parecer. Afinal, não há vantagem em pagar um pouco mais caro para ter um plano maior, mas que você não vai utilizar.

Pague todas as contas em dia

Uma das coisas mais importantes para quem está com o orçamento apertado é fugir dos juros assim como o diabo foge da cruz!

E qual a única maneira de fugir dos juros? Pagando TODAS as contas em dia! Isso vai manter a saúde financeira estável e ajudar a manter em ordem as contas de casa.

E tem gente que não atrasa por falta de dinheiro, mas por pura falta de organização, esquecendo o vencimento de contas importantes (principalmente aluguéis, que têm multa por atraso da ordem de 10%, mesmo que seja pago no dia seguinte do vencimento). Por isso, utilize uma agenda (de papel ou eletrônica, na nuvem) que vá lembrá-lo de todos os compromissos.

Eu utilizo o Google Agenda, que tem sincronização com o meu notebook e celular, não me deixando esquecer de nada.

Use e abuse do débito automático

Outro recurso importante para manter as contas em dia é o débito automático. Todas as minhas contas de casa são cadastradas em débito automático na minha conta corrente. Este é um serviço gratuito oferecido pelos bancos e que muita gente tem receio por mero desconhecimento. “Mas e se a conta vier errada?”. Não tem problema! Até o dia anterior ao vencimento você pode suspender o débito, reclamar da conta com a prestadora e receber outro boleto para pagamento. Alguns bancos permitem o cancelamento até mesmo no próprio dia do vencimento.

Chega de perder tempo e dinheiro, enfrentando filas e perdendo dinheiro com juros, por ter esquecido de pagar as contas!

Bom, com esses 7 passos, você já estará apto a reestruturar as finanças da sua casa. O apoio da sua família é muito importante. Por isso, faça uma reunião e converse como todos sobre cada um destes passos. Tenho certeza de que, em pouco tempo, muita coisa vai mudar para melhor.

Gostou deste artigo? Então compartilhe nas redes sociais e deixe o seu comentário, contando sobre a sua experiência ou sua dúvida. Até a próxima!

2 comentários

  1. Parabéns pelo artigo. São passos essenciais para colocar ordem no orçamento doméstico e conquistar a tão sonhada tranquilidade financeira.

    Um grande abraço

    1. Obrigado pelo comentário, Cleiton!
      São dicas simples que todos podem por em prática e ter uma qualidade de vida melhor.
      Assine o nosso boletim e fique por dentro sempre que um artigo novo for publicado.
      Abraços!

Comentários estão fechados.