Morar sozinho sem dívidas

Como morar sozinho e não ter dívidas

Morar sozinho não é algo fácil! Se você já está há algum tempo nesta situação, sabe bem do que estou falando. Um dos principais problemas de quem mora sozinho, é quando as dívidas começam a aparecer.

A maior parte das pessoas que moram sozinhas já não podem mais ficar recorrendo aos seus pais diante de alguma situação um pouco mais apertada, até porque já é hora de encarar sozinho os desafios impostos pela vida.

Saber como se organizar é um grande primeiro passo. Melhorar a sua educação financeira é muito importante para evitar e acabar com todas as suas dívidas.

O fato é que morar sozinho é quase o mesmo que não ter para quem pedir socorro na hora que uma dívida é feita e acumulada. O jeito é conseguir colocar as coisas nos seus devidos lugares da melhor maneira possível.

Aumente a sua educação financeira e veja que morar sozinho não é uma barreira para manter as suas contas em dia. Acompanhe esse artigo e veja o que preparei para você!

Morar sozinho nunca será um problema, aprenda isso

Vamos falar a verdade: em termos de preocupação financeira, a casa dos nossos pais é o melhor lugar do mundo. Lá, normalmente, não existe aquela preocupação com as contas, compras de mercado e etc.

Acontece que chega um momento na vida de qualquer pessoa que é necessário se mudar para estudar. Seja por conta de um concurso, emprego ou até mesmo por vontade própria. Conquistar a liberdade é sinônimo de muitas responsabilidades!

Infelizmente, algumas pessoas parecem não estar preparadas com uma boa educação financeira e acabam se enrolando completamente no assunto “dívidas”.

O fato é que morar sozinho é uma das maiores provas do seu amadurecimento pessoal, principalmente financeiro. É hora de aprender que cada centavo tem importância, porque não dá para pedir dinheiro para mais ninguém.

Como morar sozinho e não ter dívidas?

Veja abaixo dois tópicos importantes para ter uma vida financeira saudável, mesmo tendo que se virar sozinho para resolver tudo.

Organização

Parece chato e muito batido ler algo sobre organização? Pois veja bem, mesmo esse sendo um tópico muito comentado, as pessoas ainda não conseguem entender a importância do mesmo.

Então a resposta é “sim, nós vamos ter que mencionar a questão da organização!”

Você até pode não ser uma pessoa muito organizada com o seu quarto, suas roupas ou seus sapatos, mas isso, no fundo, pouco importa para as suas dívidas. O que realmente vai fazer efeito na sua vida financeira é a maneira como você organiza o seu dinheiro e as suas possíveis destinações.

Agora que você está morando sozinho, é importante ter em mente quais serão os gastos realmente necessários e quais são os dispensáveis. Normalmente os dispensáveis não precisam ser excluídos totalmente, mas podem ficar para um segundo plano.

Um bom começo é ter uma planilha financeira. Por isso, baixe agora a Planilha de Orçamento Pessoal exclusiva do blog Fim das Dívidas.

Poupança

Quantas vezes você já ouviu sobre a poupança também? Outro assunto velho e batido, mas que continua não sendo seguido pelas pessoas de um modo geral.

Quando você morava com os seus pais e algum problema acontecia, quem era a primeira pessoa a resolvê-lo? Provavelmente o seu pai ou sua mãe, que eram as pessoas financeiramente capazes.

Agora, morando sozinho, só existe uma pessoa responsável por resolver qualquer tipo de problema ou emergência: VOCÊ! Já pensou se um cano estoura? Se o chuveiro queima? Se a torneira quebra e você não tem nem mesmo um real para arrumar? Que problemão!

É importante fazer uma reserva mensal para possíveis gastos, que são aqueles que você nunca vai poder prever, mas que em algum momento vão existir.

Sugiro criar um fundo de reserva de, pelo menos, 15% do seu salário todos os meses. Assim você poderá distribuir esse valor como 5% destinado a possíveis emergências e 10% em outras aplicações, por exemplo.

Dica importante: se você paga aluguel, sempre pague essa responsabilidade antes mesmo de qualquer outra conta, pois deve ser considerada como sendo a mais importante. Afinal, você não quer correr o risco de ser despejado e dormir na rua, não é verdade?

Agora você já sabe que, para morar sozinho, é necessário ter educação financeira. Por isso, comece a organizar a sua vida a partir deste instante e não fique sofrendo pela falta de dinheiro ou por endividamentos que poderiam ter sido evitados. Tenho certeza de que você vai conseguir se sair muito bem!

Deixe um comentário com a sua experiência de morar sozinho e compartilhe este artigo com seus amigos. Até a próxima!